Nevoeiro adia quinta edição do Open Sea

Por conta da falta de visibilidade, corrida em mar aberto foi remarcada para o dia 25 de novembro no Guarujá (SP)

Guarujá (SP) – O forte nevoeiro que prejudicou completamente a visibilidade dos pilotos na Praia da Enseada, no Guarujá, adiou a quinta edição do Open Sea. A corrida em mar aberto que reúne grandes nomes das motos aquáticas foi remarcada para o dia 25 de novembro, no mesmo local.

A movimentação começou cedo, com a montagem das tendas e posicionamento dos veículos na beira da praia. O dia estava ensolarado e com céu aberto, porém poucos minutos antes da largada o nevoeiro pintou o cenário de branco e colocou em risco a segurança dos pilotos, inviabilizando o término da prova. “Um quilômetro após a areia a visibilidade já ficou bastante prejudicada, conseguíamos enxergar 50, 100 metros à frente no máximo”, relatou o piloto Giuliano Casarini.

Apesar de muitas motos aquáticas terem bússola, o Open Sea é uma prova de velocidade, e não de navegação. Ou seja, os pilotos não recebem os dados de localização do circuito, já que as ilhas da Moela e das Cabras, referências do caminho, na maioria das ocasiões são completamente avistadas pelos competidores. “Essa situação é incomum, apesar de dependermos das condições da natureza é bastante difícil de acontecer. Geralmente quando o mar está de ressaca é que as provas são adiadas, mas isso é mais fácil de prever”, continuou Giuliano Casarini.

Paulino Alvarez, o Kilha, organizador do evento e presidente da Associação de Esportes Moto Aquáticos (Anema), disse que a segurança dos pilotos está sempre em primeiro lugar. “Não havia condições de continuarmos a corrida e nem dos helicópteros de apoio seguirem no ar. Fizemos a nossa parte com um belo evento e a presença de pilotos importantes, mas dependemos da natureza para a prática do esporte. Estaremos aqui novamente no dia 25 e certamente será uma bela festa”, concluiu.

As categorias da quinta edição do Open Sea são as seguintes: GP Turbo, GP Aspirado, Feminino, Sênior e Turismo. O percurso será o mesmo, com três voltas no circuito, totalizando 69 quilômetros (a categoria Turismo completa apenas uma volta de 23 quilômetros).

O Open Sea 2012 é patrocinado pela BRP, responsável pelos produtos Sea-Doo, e conta com realização da Associação de Esportes Moto Aquáticos (Anema) e supervisão da Marinha do Brasil.

Sobre a BRP – A Bombardier Recreational Products Inc (BRP) é uma empresa privada, líder mundial em projeto, desenvolvimento, fabricação, distribuição e marketing de veículos recreativos motorizados. Seu portfólio de marcas e produtos inclui: snowmobiles Ski-Doo e Lynx, jets e lanchas Sea Doo, motores de popa Evinrude e Johnson , veículos ATV, Side-by-Side e roadsters Can-Am e também motores Rotax. Os produtos da BRP são distribuídos em mais de 100 países.

www.brp.com

Sea-Doo, Ski-Doo, Lynx, Evinrude, Johnson, Can-Am, Rotax e o logotipo BRP são marcas comerciais da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais pertencem a seus respectivos titulares.

Category Notícias